FANDOM


Jethro Tull é um(a) artista ou grupo musical, ou se refere a uma banda.
Além disso, este artigo pode conter assuntos sobre temas musicais ou músicas bem conhecidas, ou não.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!

Otto Mans deu a benção a este artigo!!!
Obrigado!!! Este artigo se sente mais forte agora :)

GOD SAV€ TH€ D€SCICLOP€DIA!!!
The London Royal British Association of England, Merlim's Order First Class, Scotland Island, Ireland, Beatles Band and Walles and Gales garantem que este é um artigo 100% inglês e industrializado legitimamente da Inglaterra, casto e muito vitoriano, tendo a aprovação da Rainha Elizabeth II, da Lady Di, do Lewis Hamilton e da Câmara dos Lordes! Se o artigo for sem graça, é apenas humor britânico. Afinal, vocês querem o quê, Monty Python?
Lembre-se: Oscar Wilde te ama... mas os argentinos, franceses e alemães te odeiam!

Este artigo é um esboço, como os livros de Paulo Coelho.
Você pode ajudar a Desciclopédia se rabiscá-lo
ainda mais.
Jethro Tull
[[Imagem:200px|150px]]
Clara influência emo{{{caption}}}
Origem {{{origem}}}
País Terra dos Highlanders
Período 1967 - Toda a eternidade
Gênero(s) Rock Progressivo, Folk,
Gravadora(s) {{{gravadora}}}
Integrantes Ian Anderson - Vocais, flauta br/>Martin Barre - Guitarra e cavaquinho
Sua mãe - Demais instrumentos
Ex-Integrantes {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}

Cquote1 Ian Anderson não usa drogas. Ele cheira um pó branco celta que o dá energia extrema. Cquote2
Connor MacLeod sobre Jethro Tull
Cquote1 O som do Jethro Tull é um som pesaaaado! Cquote2
Pedro Bial sobre Jethro Tull
Cquote1 Você esta demitido! Cquote2
Ian Anderson sobre Mick Abrahams
Cquote1 Você esta demitido! Cquote2
Ian Anderson sobre Glenn Cornick
Cquote1 Você esta demitido! Cquote2
Ian Anderson sobre qualquer um que falasse sobre sua careca
Cquote1 Quero perder meu cabelo se não for macho Cquote2
Ian Anderson sobre sua masculinidade
Cquote1 toot-toot-too-toot-toot-toot-toooooooooot Cquote2
Ian Anderson sobre a sua Flauta

A Banda Editar

O Jethro Tull é uma banda de Rock Progressivo escocesa, que, devido ao bom gosto musical dos Highlanders, foi expulsa daquelas terras milenares e obrigada a mudar-se para a Inglaterra. Neste país, onde a cultura emo era mais valorizada, eles alcançaram grande sucesso, chegando a tocar em estádios lotados para mais de 50 mil pessoas. Para se diferenciar das bandas que atravessaram a segunda metade do século 20 se drogando e chapando o coco feito loucos, Ian, que era um tremendo careta, passava a metade do show tocando flauta fazendo o "4" com as pernas pra provar para a platéia que estava de cara limpa. Os babacas que escreveram esse texto acima mereciam um Roudhouse Kick, pois é inadmissivel comparar esta banda com qualquer aspécto emo, aquele que desta forma procede, prova que não entende porra nenhuma de música e se fosse este o unico probleme, estaria bom, porém, alem de ignorancia musical, os editores do texto acima provam não possuir o mínimo respeito em relação a uma banda de qualidade reconhecida como esta. Possivelmente foram os mesmos filhos-da-puta que escreveram falando mal de bandas como The Doors e outras.....

Discografia Editar

  • This Was - Tradução: Diz-uás. Um belo disco conceitual que tenta mostrar a beleza das coisas simples da vida. Neste sentido, dizer "uás", conforme propõe o título, significaria a libertação existencial do indivíduo através de uma interjeição aparentemente sem sentido, porém carregada de sentimentos.
  • Stand Up - Tradução: Fica em pé filho da puta. Este álbum retrata a indignação de Ian Anderson num episódio em que um velhinho flautista aleijado lhe chamou de "careca sem-vergonha" durante um show.
  • Benefit - Tradução: Benedito Fitness. Devido ao alto custo do cheiramento de gatinhos, a banda estava completamente fodida desprovida de recursos financeiros. Para resolver esta situação, eles firmaram um acordo com uma academia de ginástica da cidade de Pindamonhangaba, a Benedito Fitness.
  • Aqualung - Tradução: Caralho, pisei na merda. Mais uma bela metáfora da condição humana, onde Ian Anderson relata a vida de diversos personagens essencialmente emos. Temos um mendigo pedófilo que sofre de asma, uma baranga vesga que nas horas vagas é Profissional do Séquisso, e inclusive alguns padres igualmente pedófilos.
  • Thick as a Brick - Tradução: Tijolada na cabeça(vulgo disco do jornal). Disco duplo, reconhecido pela crítica como o segundo disco mais chato de todos os tempos, pois só tem uma música, escrita por Ian Anderson e um moleque emo de oito anos de idade, que ocupa os dois lados dos dois discos e ainda fica faltando o final. Só perde praquele disco que tem a música do Exorcista, que é mil vezes mais chato.
  • A Passion Play - Tradução: Uma Emice Tocada (Vulgo Disco Da Puta Morta). Qualquer um em sã consciência não entende nada desse disco, e Ian Anderson, tentando se mostrar mais emo do que o possível, tenta misturar as suas desilusões amorosas com Miguel "Tonhão" Abrahams, com o "sucesso" (fracasso) do disco do jornal, que só servia para limpar o ânus !
Ficheiro:JethroTull2.jpg
Ficheiro:Ian Anderson.jpg
en:Jethro Tull

it:Jethro Tull

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.